Compartilhe este conteúdo!

 

Se você está começando a empreender, montando sua loja física ou mesmo já tem um negócio local estabelecido, uma boa estratégia de marketing para pequenas empresas pode ser o elemento decisivo para o seu sucesso.

É comum novos empreendedores não investirem tanto em marketing para pequenos negócios no começo, seja por falta de recursos ou mesmo falta de conhecimento sobre o poder dessas estratégias.

marketing para pequenas empresas

Porém, existem métodos descomplicados e acessíveis para divulgar a sua marca, principalmente através do marketing digital para negócios locais.

Apostando nessa tática desde cedo, você fortalece a marca da sua empresa no mercado, além de atrair novos clientes e lucrar mais, sem precisar investir rios de dinheiro.

As melhores estratégias de Marketing para Pequenas Empresas

Vamos apresentar 33 estratégias de marketing que podem alavancar os resultados da sua empresa, seja ela uma loja física ou online.

Continue acompanhando logo abaixo:

1- Crie a identidade da sua marca: o famoso branding corporativo

Pense em uma bebida de cor escura, com um rótulo vermelho e o nome em letras brancas e garrafais. Você se lembrou da Coca-Cola, certo?

Esse é o poder do branding: um conjunto de características visuais que definem e representam a sua marca, juntamente com o seu posicionamento, essência, valores e propósito.

Independentemente do tamanho ou nicho da sua empresa, ela precisa ter uma identidade clara, para que seja facilmente lembrada e diferenciada da concorrência.

Dessa forma, sua marca passa a se incorporar (de forma inconsciente) no imaginário do potencial cliente, se tornando a sua primeira escolha no momento da compra.

Para isso, em primeiro lugar você precisa criar um bom nome-fantasia e um logotipo moderno, marcante e 100% exclusivo, utilizando cores, tipografia, dentre outros elementos que transmitam a ideia de marca que você deseja criar na mente dos consumidores.

Depois disso, todo o material relacionado à marca, cartões de visita, embalagens, e-mails, panfletos, tom de voz utilizado em anúncios online, posts em redes sociais e etc, devem seguir a mesma linha, transmitindo assim os mesmos valores e posicionamento.

Você pode criar esses conceitos pessoalmente, estudando o básico sobre o tema ou contratar uma agência especializada em branding.

Este deve ser o primeiro passo para desenvolver uma estratégia de marketing para o seu negócio.

2- Planeje-se

Seguindo a linha de raciocínio da frase:

“Planejar é decidir de antemão qual é e como será a sua vitória.”

Antes de efetivamente implantar a sua estratégia de marketing digital, é preciso ter clareza de quais objetivos você deseja alcançar com ela.

  • Divulgar seu negócio local e/ou virtual?
  • Conseguir mais clientes de outras regiões?
  • Vender x quantidade de um produto ou serviço específico?
  • Dobrar o faturamento até a data X?

Também é importante que você determine o valor do orçamento que pode ou deseja investir na estratégia escolhida.

Com esses fatores bem definidos, as chances de alcançar as suas metas são muito maiores.

3- Defina a(s) sua(s) buyer persona(s)

Para atrair bons clientes, é necessário (em primeiro lugar) saber exatamente quem eles são.

Essa é a função da buyer persona: definir, através de uma representação fictícia, o perfil de cliente ideal (ICP) do seu negócio.

Para criar essa representação, você pode utilizar algumas informações sobre o tipo de pessoa que deseja atrair:

  • Qual é seu gênero?
  • Sua faixa etária (idade)?
  • Local onde vive?
  • Classe social a que pertence?
  • Que tipo de serviço ou produto procura?
  • Qual é a sua profissão?
  • Quais são seus objetivos de vida, metas, projetos e valores?
buyer persona como estratégia de marketing

Definindo essas informações, você consegue traçar um perfil preciso a ser alcançado, podendo, a partir daí, criar toda a sua estratégia de marketing digital direcionada para esse perfil específico.

Quanto mais informações sobre as sua(s) buyer persona(s) você conseguir reunir, melhor.

Dessa forma, você pode até mesmo representá-la através de uma foto, para torná-la mais palpável.

4- Estude a concorrência

Faça uma pesquisa para conhecer o posicionamento de outras empresas do seu nicho.

Descubra como elas se comportam online (e offline), quais são suas estratégias de divulgação, vendas, atendimento, etc.

Perceba quais lições você pode tirar das observações que fizer de cada concorrente (direto ou indireto).

É importante estar sempre atento ao que as pessoas do seu setor estão fazendo, para assim ter novas ideias e não acabar ficando para trás.

O objetivo aqui não é copiar a concorrência, mas sim estar atualizado em todas as novas possibilidades do seu nicho e ter novas ideias de atuação de marketing para o próprio negócio.

5- Invista no Marketing de Conteúdo

marketing de conteúdo

É através do Marketing de Conteúdo que a sua marca vai estabelecer uma presença sólida e duradoura nos motores de busca.

É uma estratégia antiga, mas que cresceu muito através da internet e é excelente no marketing digital para negócios locais.

Ela consiste em produzir conteúdo de valor para a sua buyer persona, que a auxilie no processo de compra ou a ajude a decidir qual é o melhor tipo de serviço a ser contratado, sem necessariamente mencionar a sua marca diretamente.

Por exemplo, se você possui uma loja de roupas, pode criar um artigo em seu blog falando sobre as últimas tendências, quais roupas utilizar em determinada ocasião, como encontrar seu estilo, e por aí vai.

Essa é uma estratégia que traz resultados a médio e longo prazo.

Porém, se bem executada, torna a sua marca referência naquele nicho, atraindo novos leads (clientes em potencial) que pesquisam (ativamente) por empresas, produtos ou serviços na sua região.

6- Produza conteúdo evergreen

Conteúdo evergreen é uma expressão clássica do marketing, que em português significa conteúdo sempre verde. É uma ótima estratégia de marketing para qualquer tipo de negócio.

Trata-se de um material duradouro, que aborde temas atemporais, ou seja, que vai se manter relevante por um bom tempo após a sua publicação.

Quando você produz esse tipo de conteúdo, em qualquer tipo de formato, as chances são de que ele continue sendo visto e compartilhado muito tempo, após a sua publicação.

7- Esteja presente nas redes sociais

Estar fora das redes sociais é a mesma coisa que estar fora do mapa.

Criar uma comunidade online de pessoas que gostam da sua marca pode ser um processo relativamente longo, com resultados expressivos a partir do médio prazo, mas vai fazer toda a diferença na consolidação do seu negócio.

É interessante começar pelas redes sociais mais famosas, Facebook e Instagram, por exemplo, usando a sua identidade visual já estabelecida como base para criar o conteúdo a ser publicado.

Nesse ponto, entra o marketing de conteúdo, tópico que abordaremos mais detalhadamente daqui a pouco.

Depois de estabelecer uma frequência nas redes sociais principais, você pode levar a sua empresa também para redes menores.

Mas não menos importantes, como o LinkedIn, Twitter, Pinterest, Reddit e por aí vai (considere àquelas relavantes para o seu nicho).

8- Produza conteúdos orgânicos nas redes sociais

Ao utilizar as redes sociais com frequência, você vai começar a perceber que alguns posts terão melhores resultados do que outros.

Uma boa forma de aumentar o tráfego para o seu negócio é patrocinando esses posts, visando alcançar mais pessoas.

Se o post tiver uma chamada para ação, como um link para cadastrar um e-mail ou redirecionar para o seu website, o resultado será ainda melhor.

9- Anuncie no Facebook Ads

Como mencionado anteriormente, o Facebook e o Instagram são as maiores redes sociais da atualidade, com milhões de usuários no Brasil.

Independente de qual seja a sua buyer persona, é muito provável que ela esteja presente nessas plataformas.

Uma forma de alcançar as pessoas que se interessam pelo que a sua empresa vende é através do Facebook Ads.

O Facebook Ads para negócios locais possui um sistema inteligente e avançado de criação de anúncios, no qual você pode especificar exatamente para qual público quer direcionar sua publicidade (dentro da sua região).

Os valores são relativamente baratos e você pode começar fazendo pequenos testes, com o objetivo de descobrir o que funciona ou não, até obter bons resultados e se sentir seguro para investir valores maiores na plataforma.

10- Peça avaliações e depoimentos

Um dos fatores que mais influenciam na conversão de leads (para novos compradores) são as avaliações positivas de outros clientes.

Portanto, uma ótima estratégia é entrar em contato com quem adquiriu seu produto ou serviço e perguntar como foi a experiência, se ele recomendaria a um amigo, se repetiria a compra, etc.

Com essas informações em mãos, peça autorização do seu cliente para divulgar o depoimento nas suas redes sociais, ou tenha um espaço no seu site reservado para essas “provas sociais”.

Caso receba uma avaliação negativa, não desanime.

Responda ao seu cliente da forma mais educada possível, garantindo que o problema será solucionado na próxima compra.

Assim, você mostra ao público que lida bem mesmo com opiniões negativas, algo essencial para transmitir profissionalismo e credibilidade.

11- Faça lives e webinários

Transmissões ao vivo são ótimas ferramentas gratuitas para promover o seu negócio, divulgar novidades, promoções ou transmitir informações relevantes para o seu público.

Você pode utilizar diferentes plataformas para isso: redes sociais como Facebook, Instagram ou YouTube, bem como o Zoom ou Google Meet.

Determine um horário no qual você acredita que o seu público estará mais presente e divulgue com antecedência nas redes sociais e e-mail sobre a sua live.

Você também tem a opção de deixar a live gravada para quem não puder assistir ao vivo, dessa forma tornando aquela uma fonte permanente de informação.

12- Faça desafios

Essa é uma excelente estratégia de marketing digital para pequenos negócios online, principalmente. Faça um desafio de sete dias, onde você aborda um problema recorrente do seu público e mostra formas de solucioná-lo.

Por exemplo, se você for um personal trainer, pode convidar seus seguidores a fazer sete treinos diários focados em ganho de massa.

Ao final dos sete dias, você aproveita toda a audiência gerada para divulgar e vender seu pacote fechado de treinos para quem tem o objetivo de definir o corpo.

Claro que, para esse método dar certo, ele precisa ser bem planejado e divulgado com antecedência.

A melhor forma é realizá-lo ao vivo, através de lives no Instagram, Facebook ou YouTube, ou mesmo em uma série de webinários.

Defina os dias e horários nos quais as lives irão ocorrer e faça posts de divulgação nas suas redes sociais.

Você pode incrementar o processo convidando seus seguidores para realizar um cadastro via e-mail para que os mesmos sejam lembrados quando a live começar, dessa forma irá aumentar a sua lista de e-mails e taxa de participação.

13- Faça sorteios

Sorteios podem ser ótimas formas de atrair novos clientes.

Não precisa necessariamente ser seu item ou serviço de maior valor, mas aquele que tenha a cara da sua empresa, mesmo que seja algo mais simples.

É necessário apenas se atentar às regras da sua cidade ou estado em relação a sorteios, e também o regulamento da plataforma no qual você vai fazer a divulgação – possivelmente, alguma rede social.

Após a realização do sorteio, é interessante também se preocupar em fidelizar os novos clientes que chegaram.

Intensifique o trabalho de divulgação para esses clientes em potencial.

14- Faça vídeos

Muitos empreendedores morrem de medo das câmeras.

Seja por insegurança, medo de críticas ou falta de equipamentos, a divulgação através de vídeos é uma ferramenta poderosa de marketing digital que acaba sendo deixada de lado.

Hoje em dia, os smartphones possuem câmeras cada vez melhores, com ótimas definições de imagem e som.

Então, você não precisa necessariamente investir em equipamento profissional para conseguir gravar bons vídeos.

Com seu celular bem apoiado em um móvel, uma parede branca de fundo e uma janela como fonte de iluminação natural, você pode produzir um excelente material de divulgação no conforto do seu lar.

É possível postar o vídeo nas suas redes sociais, no seu website ou mesmo criar um canal no YouTube especificamente para isso, dependendo do seu nicho.

15- Conecte-se com influenciadores locais

Contratar pessoas famosas para serem a cara da sua marca era algo impensável para pequenas e médias empresas, até alguns anos atrás.

Mas esse cenário mudou com o surgimento dos influenciadores digitais.

Hoje, até mesmo pequenas cidades tem aquele blogueiro conhecido localmente, ou aquela moça com alguns milhares de seguidores no Instagram – perfeitos para serem a cara do seu marketing digital.

Entre em contato com essa pessoa e ofereça uma parceria, seja em forma de permuta ou de comissão – onde você pode dar um produto seu para ela (em troca de divulgação na rede) ou percentual por venda.

Vocês podem estabelecer uma relação duradoura que vai melhorar muito a presença da sua marca.

16- Pesque em balde

Essa técnica é particularmente interessante para prestadores de serviços, mas pode servir para qualquer tipo de marketing para negócio local (ou online).

Pescar em balde é uma estratégia para prospectar clientes de forma orgânica, em locais que contam com grupos de pessoas que fazem parte do seu público-alvo.

Estes locais são fóruns e grupos na internet sobre o nicho em que você atua. Redes sociais como o Facebook e LinkedIn, por exemplo, costumam ser repletas de grupos sobre os mais variados temas.

Nessas plataformas, certamente você vai encontrar um grupo de pessoas que se reúne para discutir e tirar dúvidas sobre o seu nicho, por mais específico que ele seja.

Uma vez dentro do grupo, você deve interagir com os membros e criar conteúdo de valor naquele espaço, seja respondendo dúvidas, criando posts informativos relacionados ao seu serviço, produto e/ou solução.

Dessa forma, as pessoas vão perceber que você é uma autoridade no assunto e entrarão em contato para contratar a sua empresa, ou mesmo para solicitar mais informações.

Mesmo que você não consiga fechar com o potencial cliente na hora, terá um lead importante para converter no futuro.

17- Crie um grupo no WhatsApp ou Telegram

Essas são ótimas redes para construir uma comunidade de clientes e seguidores próximos a você.

Crie um grupo em um desses dois canais e convide seu público para participar.

Dentro do grupo, você pode compartilhar diferentes tipos de conteúdo, de preferência únicos, para que quem entre se sinta verdadeiramente participante de uma comunidade exclusiva.

Divulgue novidades e promoções em primeira mão, antes de abrir para o público em geral, mande vídeos, áudios, fotos… use a sua criatividade.

Na hora de escolher qual plataforma utilizar, é importante se atentar às vantagens (e desvantagens) de cada uma.

O Whatsapp tem um número consideravelmente maior de usuários, mas ele limita a quantidade de pessoas em cada grupo, o que não acontece no Telegram.

Este também oferece alguns recursos diferenciados, ausentes no Whatsapp.

Você também pode criar um grupo em ambas.

Seja qual rede escolher, essa é uma ótima estratégia de marketing digital para negócios locais.

18- Desenvolva um website

No início da internet, criar e manter um website era algo bastante caro e trabalhoso, mas esse período passou.

Nos dias atuais, é possível contratar agências especializadas para criar um ótimo site, totalmente otimizado para promover seus produtos ou serviços.

Se você for investir em marketing de conteúdo, conforme falamos antes, também será necessário criar um blog (dentro do seu site) para produzir artigos interessantes relacionados ao seu nicho e aos interesses da sua buyer persona.

Um site e blog bem estruturados são essenciais para um bom ranqueamento orgânico no Google, fazendo com que suas páginas apareçam nas primeiras posições das pesquisas que as pessoas fizerem sobre assuntos do seu segmento.

Também é necessário que seu site seja otimizado para dispostivos móveis, pois fará toda a diferença na conversão de seus leads em novos clientes.

19- Aposte no poder do SEO

No marketing digital (para qualquer negócio) seja ele local ou não, tão importante quanto produzir bons conteúdos no seu blog e redes sociais, é fazer com que esse conteúdo chegue ao seu público (antes do conteúdo da concorrência).

agência especializada em branding

Para isso, é importante que ele seja produzido de forma otimizada, de forma que, quando seu lead pesquisar sobre seu produto ou serviço no Google, um dos primeiros resultados que apareça seja da sua marca.

É para isso que servem as técnicas de SEO (Search Engine Optimization, ou em português, Otimização para Motores de Busca).

Quando bem aplicadas, elas fazem com que seu conteúdo esteja entre os primeiros resultados da pesquisa orgânica.

Aparecer na segunda página do Google é quase a mesma coisa que aparecer na décima página.

Então, certifique-se de estar na primeira!

Estude as técnicas de SEO e aplique-as a todo conteúdo que produzir em seu blog.

20- Teste o desempenho do seu site

Nada é mais irritante do que tentar fazer uma compra e não ter sucesso porque o site não para de travar, não carrega ou apresenta erros o tempo todo.

Ter um site com mau desempenho é a fórmula certa para perder dinheiro e, inclusive, potenciais clientes.

Esteja atento ao funcionamento do seu site, faça testes e, sempre que encontrar um problema, conserte-o.

Uma plataforma funcional, bem estruturada, fácil de navegar e veloz, estimula os visitantes a passarem mais tempo dentro dela, aumentando assim as chances de conversão em novos leads (e novas vendas).

Mesmo que você não encontre problemas em si, sempre há algo que pode ser melhorado na usabilidade do seu site.

Portanto, coloque-se no lugar do seu público-alvo e imagine como você gostaria de ver aquele conteúdo que está sendo apresentado.

21- Publique conteúdo (como convidado) em outros sites

Muitas vezes, ao falar somente para a nossa audiência já consolidada, criamos uma bolha e não conseguimos alcançar outras pessoas.

Uma boa forma de driblar esse problema é escrevendo e publicando seu conteúdo em sites que não são seus, mas tem um público relacionado.

Procure os donos desses espaços e proponha parcerias. Vale também para blogs, páginas com grande audiência no Facebook, canais no YouTube, dentre outras redes.

Assim você alcança um público diferenciado, captando mais leads e trazendo mais tráfego para o seu próprio website.

22- Otimize seu website para dispositivos móveis

Hoje em dia, no Brasil, a maioria da população já acessa a internet pelo celular ou tablet.

O número de usuários frequentes de PC declina a cada dia, portanto não faz sentido priorizar a versão desktop do seu site e se esquecer da mobile.

Então, ao configurar seu site, verifique se ele possui um tema responsivo para mobile, e se esse tema é amigável e fácil de navegar.

Caso não possua, ou se você perceber que o tema é ruim e não amigável, trabalhe para melhorá-lo.

A maioria dos temas em WordPress da atualidade já vem com a sua versão mobile (responsiva), então essa não deve ser uma tarefa difícil.

Isso facilita com que seus clientes naveguem no seu site pelo celular, aumentando (e muito) o seu tráfego, potencializando assim as chances de novas vendas.

23- Liste sua empresa no Google Meu Negócio

Essa vale principalmente para o marketing para negócios locais.

O Google Meu Negócio é uma ferramenta que promove a sua empresa quando pessoas (daquela região) pesquisam sobre o produto ou serviço que você oferece.

Ele permite que você crie um perfil do seu negócio, com informações, fotos, horário de atendimento e endereço, além de permitir que os clientes deixem avaliações sobre o serviço prestado (ou produto) ofertado.

Quanto mais boas avaliações sua empresa recebe, mais credibilidade e confiança a sua marca ganha.

E o melhor, é uma ferramenta gratuita, fácil de cadastrar e utilizar.

Ela literalmente coloca seu negócio no mapa!

É algo indispensável no marketing digital, principalmente para negócios locais.

24- Anuncie no Google Ads

Você já deve ter reparado que, ao pesquisar sobre algum assunto no Google, geralmente os primeiros resultados que aparecem vem com “anúncio” escrito logo abaixo, certo?

É assim que a plataforma de anúncios do Google (chamada de Google Ads) funciona.

No Google Ads (antigo Google AdWords), você consegue promover (de forma semelhante aos anúncios do Facebook Ads) e determinar para qual tipo de público quer direcionar seus anúncios.

Ao utilizar o Google Ads para negócios locais, por exemplo, sua empresa aparece no topo da lista da Rede de Pesquisa, quando alguém procura pela palavra chave relacionada ao seu negócio.

A principal vantagem é que você só paga pelo anúncio quando o potencial cliente clica no link para acessar o resultado da busca.

Apesar de ter um valor relativamente mais alto, o Google Ads pode trazer excelentes resultados, sendo uma ótima forma de obter tráfego (qualificado) para negócios locais.

Você também pode começar de forma mais discreta, fazendo testes até se sentir mais seguro com a plataforma ou contratar um especialista em Google Ads para lhe ajudar.

25- Não subestime o poder do e-mail marketing

Embora menos popular na era das redes sociais, o e-mail marketing continua sendo uma ferramenta (muito poderosa) de marketing para empresas de pequeno e médio porte.

Ao criar uma lista de e-mails, você estabelece um contato direto com seu potencial cliente, podendo divulgar seus produtos e/ou serviços de forma mais livre.

Através do e-mail, você pode enviar conteúdos relevantes para seus leads, notificá-los sobre novidades, promoções, tudo isso sem precisar do intermédio da plataforma de uma rede social.

Afinal, a taxa de conversão do e-mail ainda é uma das mais altas (desde que você não pratique SPAM).

O “pulo do gato” para trabalhar com essa estratégia é escrever o e-mail de forma personalizada, relevante e interessante.

Assim, você evita que os seus leads simplesmente descartem para a lixeira sem nem abrir.

Também vale a pena automatizar os envios através de ferramentas como o MailChimp, Active Campaign ou RD Station Marketing.

Outra grande vantagem é que você pode criar listas praticamente infinitas de e-mails, podendo organizá-las por buyer personas, criando conteúdo específico para cada uma delas.

Só não vale comprar listas prontas!

Ao fazer isso, as chances são de que você obtenha pouquíssimo ou nenhum resultado, já que quem está na lista não pediu para receber seu conteúdo e nem conhece (ou se interessa) pela sua marca.

Você precisa obter os e-mails corretamente, através de newsletters, materiais gratuitos e anúncios online.

26- Crie um podcast

Podcasts nada mais são que a versão moderna dos programas de rádio.

Eles podem ser feitos em diversos formatos, por apenas uma (ou várias pessoas) e falar sobre diferentes temas.

São perfeitos para potencializar a sua estratégia de marketing digital, em especial para buscas por voz.

A maior vantagem deles é que, por ser uma mídia exclusivamente auditiva, as pessoas podem ouvi-lo enquanto faz outras coisas: enquanto correm, dirigem, limpam suas casas, e por aí vai.

Da mesma forma que os vídeos, você não precisa investir em equipamentos caros para começar.

Mas com um microfone básico e um software de edição de áudio gratuito, como o Audacity, por exemplo, você já consegue obter um ótimo resultado.

Depois, você pode subir seu programa em plataformas especializadas, como o Spotify, Anchor e SoundCloud.

O podcast é uma mídia ainda muito nova e em ascensão, então há muito espaço para novos produtores.

27- Crie um programa de indicações

Nada é tão eficiente no marketing para pequenas e médias empresas como a divulgação boca a boca.

Portanto, uma ideia interessante é criar um programa onde seus clientes recebam descontos ou brindes nas próximas compras ao trazer novos clientes para a empresa.

Você pode fazer isso de forma mais básica no começo, e, a medida que os resultados surgirem, tornar o programa mais progressivo, aumentando as vantagens quanto mais novos clientes aquela pessoa conseguir indicar a você.

Assim, além dos novos clientes em si, você também aumenta o número de pessoas daquela região que conhecem ou ao menos ouviram falar sobre a sua marca.

28- Faça parcerias

Procure por empreendedores que possuam negócios correlatos ao seu e proponha parcerias.

Se você tem uma floricultura, por exemplo, pode propor uma parceria para alguém que produza bonequinhos fofos ou bichinhos de pelúcia e montar kits de presente para datas especiais, como dia dos namorados e Natal.

Você pode também fazer promoções conjuntas, onde quem contratar o serviço da sua empresa ganha de brinde um pequeno produto do seu parceiro, e vice-versa.

São várias possibilidades de acordo, onde ambos os lados expandem a sua divulgação e saem lucrando, se ajudando mutuamente.

29- Participe de eventos da sua área

Procure eventos empresariais do seu nicho de negócio.

Neles, você pode divulgar a sua marca, fazer contatos com empresas relacionadas e fechar possíveis parcerias.

Geralmente, esse tipo de evento apresenta palestras, workshops, painéis de discussão e outras formas de divulgar conhecimentos de marketing para pequenas e médias empresas.

Assim, você faz conexões B2B enquanto aprimora seus conhecimentos.

Essa pode ser uma ótima forma de profissionalizar ainda mais a sua marca e consolidar seu negócio perante a concorrência.

30- Crie eventos próprios

Se seu negócio for muito segmentado, ou você morar num local afastado onde eventos empresariais são poucos comuns, você pode criar o seu próprio.

Alugar um local e arcar com os demais custos de um evento presencial pode ser bem caro, mas você pode driblar esse problema criando um evento online.

Com um bom planejamento e utilizando o potencial das redes sociais, você pode criar um evento online que em nada deixe a desejar (se comparado a um evento presencial).

Essa é uma forma de se mostrar como autoridade e referência em seu nicho (na sua região), fazer contatos e firmar parcerias.

Há a opção também de permitir a participação do público em geral, não apenas de outras empresas, dependendo do tipo de evento.

31- Não faça promessas milagrosas

Com certeza, você já se deparou com estratégias de marketing absurdas (e duvidosas), onde um produto é anunciado por um décimo do suposto preço real, por exemplo.

Só de bater o olho, já fica óbvio que é uma oferta enganosa com o simples intuito de atrair os desavisados.

Ao criar qualquer tipo de campanha de marketing, é muito comum ter a tentação de inflar seu produto ou serviço, fazendo promessas boas demais para serem verdade, que nem sempre você vai poder cumprir.

Resista à tentação. Não vale a pena conseguir vendas com base em ofertas exageradas ou até mesmo desonestas, que vão ter como resultado apenas a insatisfação dos clientes quando não forem cumpridas.

Usando esse tipo de tática, você apenas mancha a reputação do seu negócio e afasta novos clientes.

Seja sempre realista e verdadeiro em suas ofertas, e nunca prometa o que não pode cumprir.

32- Procure cursos gratuitos

Para quem está começando a empreender agora, ou tem um pequeno negócio, a capacitação permanente é fundamental.

Para isso, existem algumas instituições especializadas em ajudar seu empreendimento a crescer e se desenvolver.

Uma das mais conhecidas é o Sebrae.

O portal online do Sebrae oferece mais de 100 cursos online gratuitos, incluindo vários sobre marketing para negócios locais.

Além do Sebrae, você também pode encontrar cursos de marketing para pequenas empresas a preços acessíveis em sites como a Udemy, que também oferece dezenas de outros cursos nas mais diversas áreas.

Essa é uma forma de se capacitar com materiais de qualidade, através de instituições de qualidade comprovada.

E o melhor: de graça ou investindo muito pouco!

33- Inove sempre

Uma das maiores belezas do marketing, seja ele tradicional ou digital, são as suas infinitas possibilidades.

O marketing digital para negócios locais deu novas opções para fugir da publicidade tradicional.

Novas técnicas e estratégias surgem o tempo todo.

Por isso, mantenha-se atualizado sobre elas, pesquisando e estudando sempre.

Mesmo para quem tem a grana curta, existem infinitas fontes que oferecem bons materiais na internet – aproveite-os.

Procure sempre novas formas de melhorar sua estratégia de marketing, faça testes, aplique diferentes estratégias e perceba o que funciona (ou não).

Não se prenda ao que deu certo no passado mas não funciona mais por quaisquer motivos: use a criatividade para desenvolver formas inovadoras de turbinar a sua marca.

Quanto mais resultados expressivos você obter com suas estratégias de marketing, mais seguro você vai se sentir para investir em novas estratégias (e vai ter mais recurso financeiro para isso, é claro).

Pronto para alavancar o marketing da sua empresa?

Abrir seu próprio negócio, seja ele físico ou digital, é um grande desafio, mas também um importante passo.

O começo pode ser complicado, mas, com esforço e dedicação, você obterá o sucesso que deseja.

Montar a estratégia de marketing correta para sua empresa fará toda a diferença para alçar seu empreendimento ao patamar que você deseja.

Nesse artigo, você viu 33 dicas de como trabalhar essa área tão importante do seu negócio investindo pouco, mas as possibilidades são infinitas.

Nada mais de depender exclusivamente dos tradicionais anúncios impressos para negócios locais.

Por último, não custa lembrar: mantenha-se sempre atualizado, estude e busque a inovação constante.

Dessa forma, sua empresa só tem a ganhar!

Se você gostou desse conteúdo, compartilhe com os seus contatos e ajude outros empreendedores.

4 1 voto
Classificação