Compartilhe este conteúdo!

 

Como dono(a) de um e-commerce, você sabe como pode ser mais difícil vender quando a concorrência é alta.

Isso pode aumentar os gastos com publicidade e diminuir suas chances de venda.

Pensando nisso, tenho uma boa notícia para você: o Google Shopping tem uma concorrência menor (comparado a outras plataformas) e, se usado da maneira correta, pode ser a mina de ouro do seu e-commerce!

Continue lendo esse artigo e descubra como usar o Google Shopping a favor do seu negócio!

O que é e para que serve o Google Shopping?

O Google Shopping, como o próprio nome sugere, funciona como um shopping virtual que reúne e apresenta vários produtos relacionados à pesquisa do usuário, junto com fotos, preços e links das lojas parceiras.

Para entender melhor como o Google Shopping funciona, pense em todas as vezes que você pesquisou por produtos no Google, como “comprar iphone” ou “lingerie de renda”, por exemplo.

Logo abaixo da barra de pesquisa, você vê um compilado com vários anúncios referente ao produto que você procura, facilitando a sua pesquisa, certo?

anúncio de iphone no google shopping
anúncio de lingeries de renda no google shopping

Facilitar a jornada de compra do cliente: é justamente essa a função do Google Shopping!

Com toda a facilidade que a plataforma proporciona, quando seu produto é vinculado a ela, as chances de venda são muito maiores, principalmente em uma era de consumidores exigentes como nos dias atuais.

Então, não perca tempo e aprenda o passo a passo para incluir seus produtos no Google Shopping. Confira logo abaixo!

O que é e como usar o Google Merchant Center?

O Google Merchant Center é o primeiro degrau que você precisa subir para que seus produtos apareçam nos resultados (patrocinados) de pesquisa por meio do Google Shopping Ads.

O Google Merchant Center é uma ferramenta que permite o upload das informações dos seus produtos e da sua loja, para que os mesmos possam ser usados no Google Shopping e visualizados pelos potenciais compradores na rede de pesquisa.

Uma das maiores vantagens ao utilizar o Google Merchant Center é a possibilidade de obter um retorno sobre o investimento (ROI) maior do que os tradicionais anúncios em texto, por ser um formato mais dinâmico e com maior apelo visual.

Além disso, assim como todas as ferramentas disponibilizadas pelo Google, o Merchant Center é bem intuitivo, simples e fácil de usar.

Porém, essas estão longe de ser as únicas vantagens que o Google Shopping tem a oferecer.

Vantagens do Google Shopping Ads para o seu eCommerce

Além de aumentar as suas vendas, o uso do Google Shopping Ads pode proporcionar à sua loja virtual uma visibilidade muito maior (e mais qualificada).

Mesmo que a sua marca ainda não tenha alcançado um patamar elevado de reconhecimento no mercado, ainda assim ela pode ser apresentada junto a grandes concorrentes, visando aumentar a sua credibilidade e confiabilidade.

Ainda se tratando de concorrentes, para que seus produtos obtenham mais destaque do que os demais, procure ofertá-los com bons títulos e preços competitivos.

Assim, as chances de ter ainda mais clientes e, consequentemente, mais reconhecimento de marca, serão maiores.

Outra vantagem é que o Google Shopping traz leads muito mais qualificados. Isso se deve a possibilidade de segmentar para palavras-chave específicas ao cadastrar seus produtos dentro da sua loja.

Para exemplificar, alguém que venha a pesquisar por “apple watch 6 44mm” sabe exatamente qual a marca, modelo e especificação do celular que quer comprar.

anúncio de apple watch no google shopping

Assim, caso seu preço seja mais competitivo do que o dos concorrentes, como citado anteriormente e, se possível, você utilize o recurso do Google Avaliações do Consumidor, as chances desse usuário se tornar um cliente é altíssima.

Como anunciar no Google Shopping

Como agora já sabe o que é, como funciona e quais as vantagens do Google Shopping Ads, você está mais preparado(a) para começar a usá-lo na sua estratégia de marketing.

Siga os passos abaixo e veja como é simples anunciar no Google Shopping Ads.

1 – Crie a sua conta no Google Merchant Center

O primeiro passo é acessar o Google Merchant Center e fazer a sua inscrição. O recomendado é que você crie sua conta com o mesmo e-mail da sua conta do Google Ads, para facilitar.

Durante o processo, você precisará inserir suas informações comerciais, como:

  • nome da empresa;
  • país;
  • fuso horário.

Após isso, selecione onde você prefere que os clientes finalizem a compra: em sua loja virtual ou em sua loja física.

Selecione também quais ferramentas você utiliza atualmente, como Shopify e PayPal.

Se quiser receber e-mails sobre o Google Merchant Center a respeito de atualizações ou convites para testar novos recursos, é só selecionar as opções.

Por fim, aceite os termos de serviço do Google Merchant Center e crie a sua nova conta.

2 – Crie e cadastre seu Feed de Produtos

Após ter criado a sua nova conta, é necessário que você crie um “feed” com os produtos da sua loja.

É um processo simples, mas, caso tenha dificuldade durante o processo, o Google Ads disponibiliza um vídeo explicativo com o passo a passo. Confira logo abaixo!

Nessa etapa, todos os produtos que você deseja promover precisam ser cadastrados com as seguintes informações:

  • nome do produto;
  • imagens de ótima qualidade;
  • descrição (detalhada) do produto;
  • preço;
  • marca (se for o caso);
  • categoria em que cada produto se enquadra.

Mas, vale lembrar que esse processo não precisa ser feito manualmente, cadastrando um produto por vez.

Existem várias formas de criar seu feed de produtos de modo simplificado, por meio de planilhas do Google ou do Excel, por exemplo.

Ou ainda, se a sua plataforma de e-commerce permite exportar arquivos no formato .xml, o processo será ainda mais fácil (e automatizado).

feed de produtos do Google Merchant Center

Depois, é só fazer o upload do arquivo (de acordo com o formato escolhido) ou inserir a URL do arquivo .xml e salvar as alterações.

3 – Vincule as contas do Google Ads e Google Merchant Center

Para que tudo funcione corretamente, é preciso fazer o processo de vinculação de contas.

Para isso, dentro da página inicial do Google Merchant Center, clique na catraca (no canto superior direito) e, logo após, em “Contas vinculadas”.

É recomendado utilizar o mesmo e-mail cadastrado na sua conta do Google Ads. Isso tornará o processo mais fácil e mais rápido.

Com todos esses passos finalizados, você já poderá criar a sua primeira campanha de Google Shopping dentro do Google Ads.

4 – Faça login na sua conta do Google Ads

Agora é o momento de criar sua campanha na prática!

  1. Crie uma nova campanha e escolha a opção “criar uma campanha sem meta”.
  2. Selecione a opção “Shopping” como tipo de campanha. Após isso, escolha a sua conta do Merchant Center com os produtos cadastrados (assim como fizemos no passo anterior).
  3. Nesse momento, entre os subtipos de campanha, selecione a opção “Campanha padrão do Shopping”.
  4. Assim como qualquer campanha do Google Ads, você precisa informar o nome da campanha, lance (como CPC manual), orçamento e localização geográfica de veiculação da sua campanha.
  5. Agora é o momento de definir a segmentação da sua campanha. Você pode pensar de modo estratégico e selecionar apenas o seu estado, por exemplo, e anunciar frete grátis. Isso garante mais um benefício para o seu possível cliente e diferencia seu e-commerce dos demais que anunciam para o Brasil todo!
  6. Ao criar seu grupo de anúncios, existe a opção de criar anúncios de um único produto ou anúncio de demonstração (para vários produtos). Se você estiver começando agora, nós recomendamos que você escolha a opção “criar anúncio de um único produto”.
  7. Logo após, defina um nome para o seu grupo de anúncios, que pode ser “todos os produtos” ou “Bolsas de Couro”, por exemplo, caso você venda bolsas de couro. Lembre-se que, diferentemente das campanhas comuns de Google Ads, as campanhas de Shopping não exigem a configuração dos anúncios em si. Isso se deve ao fato de, como explicado mais acima, ter o cadastro do feed de produtos pronto (e integrado) ao Google Merchant Center.
  8. Por fim, defina o quanto você deseja pagar por clique (lance por CPC) e pronto! Sua campanha foi criada.

Diferença entre Google Shopping Ads e Rede de Pesquisa

Apesar de serem ferramentas eficazes e bem parecidas, capazes de alavancar a sua loja online, o Google Shopping e a Rede de Pesquisa divergem em algumas questões cruciais.

A principal diferença entre os anúncios do Google Shopping e da Rede de Pesquisa é a posição (e formato) em que os anúncios são exibidos.

Isso se dá porque, como já vimos, os anúncios do Google Shopping são como verdadeiros catálogos virtuais e são mostrados logo abaixo do campo de busca (ou na lateral à direita).

O mesmo não acontece com um anúncio da Rede de Pesquisa, que é exibido em texto e aparece abaixo do catálogo de produtos cadastrados no Google Shopping.

Rede de Pesquisa vs. Google Shopping

Além disso, o processo de cadastro e criação de anúncios no formato do Google Shopping é mais ágil para e-commerces que precisam anunciar dezenas, centenas (ou até milhares) de produtos.

Nesse caso, a Rede de Pesquisa do Google Ads exige mais tempo e esforço porque, além do anúncio em si, é necessário criar os textos e descrições para cada um dos produtos.

Caso deseje entender mais sobre todas as redes do Google Ads, desde os primeiros passos para criar a sua conta e começar a usar a plataforma até como calcular o ROI das suas campanhas, dê uma olhada em nosso guia completo sobre Google Ads.

Quanto custa anunciar no Google Shopping?

Assim como na Rede de Pesquisa, o Google Shopping também trabalha com o sistema de leilão, contabilizando as cobranças por CPC (custo por clique).

Isso significa que a cobrança ocorre apenas quando alguém clica no seu anúncio.

Por isso, é você quem decide quanto está disposto(a) a investir e define um orçamento diário para cada campanha.

Apesar de as melhores posições serem definidas pelo maior valor investido, o ranqueamento depende de mais 3 fatores:

Após ter feito a sua primeira campanha, você terá dados suficientes para analisar o que mais performou e porquê.

Assim, você poderá otimizar a(s) sua(s) campanha(s) para garantir um ROI ainda mais alto.

Como funcionam as campanhas inteligentes do Google Shopping?

De maneira simples, as campanhas inteligentes, como o próprio nome já diz, são baseadas na inteligência artificial do Google Ads.

Isso quer dizer que a campanha inteligente melhora os resultados anteriores de campanhas “padrões”.

Para que a sua campanha inteligente do Google Shopping funcione, você precisa seguir algumas especificações, como no mínimo 20 vendas nos últimos 45 dias com campanhas que já estavam trazendo algum tipo de retorno.

Além disso, como a campanha inteligente atingirá o mesmo público das outras campanhas já veiculadas, ela funcionará como uma campanha de remarketing.

Por isso, o próprio regulamento do Google recomenda que, para que a campanha performe bem, é necessário que você tenha pelo menos 100 pessoas cadastradas na sua lista de remarketing.

Assim, a inteligência artificial do Google Shopping terá uma boa base numérica para fazer essa otimização.

Pois, a inteligência artificial analisará o desempenho das campanhas anteriores e fará as melhorias necessárias para obter um custo-benefício cada vez melhor.

Os resultados não demoram muito a aparecer, tais como:

  • CPC da campanha tende a diminuir;
  • receita tende a aumentar;
  • e o orçamento diário tende a gerar mais conversões com o mesmo valor.

Além disso, com esse recurso inteligente, você pode simplificar o gerenciamento das campanhas, maximizar as suas conversões e expandir o alcance da sua marca.

Isso só é possível porque as campanhas (Padrão do Shopping) e remarketing de display são combinadas.

Outra função das campanhas inteligentes é extrair informações do seu feed de produtos e testar diferentes combinações de imagens, textos e descrições.

Após isso, os anúncios mais relevantes são exibidos na rede de pesquisa, display, YouTube e Gmail.

Qualquer usuário do Google Merchant Center pode criar campanhas inteligentes e usar listas de remarketing para aumentar suas conversões e expandir a cobertura dos seus anúncios.

Criar a sua campanha de Google Shopping Inteligente não é muito diferente da criação da sua campanha de Shopping (padrão).

A principal diferença é que, após selecionar o objetivo da campanha, você terá a opção de selecionar o subtipo “Campanha Inteligente do Shopping”.

Campanha inteligente do Google Shopping

Uma outra diferença é que, automaticamente, ao subir uma campanha inteligente, você cria uma campanha de display responsivo.

O objetivo dessa campanha criada é garantir a experiência do usuário ao se deparar com seus anúncios em sites, aplicativos e serviços do Google.

Antes disso, porém, lembre-se que você já precisa ter campanhas de Google Shopping sendo veiculadas, para que o sistema de inteligência artificial tenha uma base de dados mais robusta para funcionar.

Os benefícios das campanhas de Google Shopping Inteligente são imensos!

E, dependendo do número de conversões realizadas em sua loja virtual (a cada 7 dias), você pode otimizar sua campanha para maximizar o valor da conversão (com base no ROAS desejado).

Google Shopping Inteligente otimizado para ROAS desejado

Como você pôde observar, o retorno que esse modelo de campanha pode ser (e geralmente é) muito maior do que o das campanhas (padrões) de Shopping.

A principal vantagem é que o retorno sobre o investimento (ROI) costuma ser maior, garantindo o sucesso do seu e-commerce.

Conclusão

Com toda certeza, se você ainda não faz uso do Google Shopping Ads, você está, literalmente, deixando dinheiro na mesa para a concorrência!

Espero que você tenha entendido sobre como começar a usar essa (poderosa) ferramenta em sua estratégia de Marketing Digital para a sua loja virtual.

Por isso, comece ainda hoje a anunciar seus produtos no Google Shopping Ads e saia na frente de muitos e-commerces concorrentes que ainda não usufruem dessa estratégia.

Ao fazer isso, você conseguirá gerar muito mais visibilidade, tráfego e conversões em vendas para o seu e-commerce, investindo o valor que está ao seu alcance (dependendo da concorrência do seu nicho).

Além disso, estude para sempre estar apto(a) a otimizar suas campanhas e garantir cada vez mais resultados positivos com o uso deste poderoso recurso do Google Ads.

Caso tenha alguma dúvida, fique à vontade para compartilhar com os nossos especialistas em tráfego nos comentários!

4.5 2 votos
Classificação